A North Face vandalizou a Wikipédia para melhorar seu ranqueamento no Google

A empresa de artigos esportivos outdoor The North Face passou uma bela vergonha semana passada, depois que uma agência de publicidade trabalhando para eles compartilhou vários artigos da Wikipédia de populares destinos turísticos com fotos de modelos usando roupas e acessórios da marca.

O golpe publicitário queria colocar os artigos North Face no topo dos resultados de imagem do Google para vários destinos (a notícia foi dada primeiro pela AdAge). A Wikipédia tem uma posição proeminente nos resultados do Google para basicamente todo local da Terra, então a agência achou que esse seria um jeito fácil de conseguir marketing indireto aparentemente orgânico de graça.

Infelizmente para a North Face e a agência de publicidade Leo Burnett Taylor Made, editar a Wikipédia sem revelar que você está sendo pago pra isso vai contra as regras do site. Os voluntários da enciclopédia online, que trabalham incansavelmente para garantir a exatidão das informações no site, não ficaram nada felizes com a ideia.

Daí que tuítes de editores da Wikipédia começaram a rodar denunciando as ações questionáveis da agência. Na quarta, a Fundação Wikimedia deu sua declaração oficial sobre o caso, chamando a campanha de “similar a depredar patrimônio público”. As imagens postadas pela agência foram deletadas desde então.

Como Liam Wyatt, um conhecido editor da Wikipédia e ex-wikipediano residente no Museu Britânico, explicou por Skype: “A questão é o segredo. Não é tanto um crime, mas acobertamento. Os Termos de Serviço da Fundação Wikimedia têm uma cláusula específica contra defesa paga não-declarada”.

Wyatt apontou que há um pequeno exército de editores pagos da Wikipédia em várias instituições culturais pelo mundo, mas a diferença-chave é que essas instituições estão divulgando sua atividade na Wikipédia e fazendo uma tentativa de boa-fé de melhorar os artigos do site com seus próprios recursos e especialidades. O que não era o caso com a North Face.

Muitas das fotos que a agência estava postando eram de qualidade inferior daquelas sendo substituídas. Fotos próprias para uma entrada de enciclopédia – ou seja, fotos que capturam com precisão o tema de maneira documental e informal – estavam sendo substituídas por fotos ensolaradas de modelos usando mochilas caras em primeiro plano, enquanto o cenário real era apenas de pano de fundo.

Segundo Wyatt, a agência poderia ter feito as coisas de um jeito mais responsável.

“Eles poderiam ter feito isso eticamente”, disse Wyatt, “acrescentando essas imagens aos artigos da Wikipédia, poderiam ter colocado um pequeno resumo ‘Imagem de tal empresa ou tal campanha’ ou ‘Estamos postando essas fotos como parte da seguinte atividade’, e aí tudo bem. Mas não fizeram isso, e não disseram nada em sua própria página. Eles sabiam o que estavam sabendo, porque usaram resumos quando fizeram essas edições, e os resumos das edição diziam coisas como ‘foto recente’”.

Pra piorar, depois de violar os termos de uso da Wikipédia, a agência lançou um vídeo se gabando da campanha. Eles até fizeram referência à campanha como “colaborando com a Wikipédia” em um dos textos no vídeo.

“Eles colocaram a palavra ‘colaborando’ com a Wikipédia, e aí… o vídeo dizia que o maior risco era eles serem descobertos. Se sua maior preocupação fazendo um projeto que é ostensivamente colaborativo é ser descoberto pelas pessoas com quem você está colaborando… então não é colaboração coisa nenhuma”, disse Wyatt.

Todas as edições feitas pela agência foram revertidas pelos voluntários da Wikipédia. Algumas horas depois que a declaração da Fundação Wikimedia foi publicada, a North Face se desculpou pela campanha pelo Twitter, e um porta-voz da empresa disse num e-mail para a VICE que eles estão “num processo de abordar diretamente a Wikipédia para encontrar o melhor jeito de consertar as coisas”.

Fonte: Vice

SEO é mais importante que palavra-chave

*por Betto Alves, coordenador de marketing na SEMrush

Estar em primeiro lugar nas pesquisas de sites de busca é importante, mas é preciso ser realmente a solução relevante que as pessoas procuram. É preciso oferecer mais! Por isso, o trabalho de SEO (Search Engine Optimization) se torna muito mais do que apenas o foco em palavras-chaves e, sim, um projeto que deve ser analisado continuamente, a longo prazo, dentro da sua estratégia de marketing digital.

Mas, quais técnicas de SEO são importantes além de trabalhar uma lista de palavras chave específica para o seu negócio? Conheça outros pontos importantes para destacar no seu projeto e acompanhar de perto, diariamente, para não ter problemas na hora da indexação.

Site responsivo

O acesso mobile cresce cada vez mais. Por isso, ter um site responsivo não é mais um diferencial, mas sim obrigação! Isso porque, ter um site que se adeque aos mais diferentes formatos de aparelhos, contribui para oferecer uma melhor experiência para o usuário e diminui a taxa de rejeição, por exemplo.

Ter um site responsivo, também é fundamental para uma boa indexação em sites de busca com o Google. Isso porque, quando uma busca é feita por um dispositivo móvel, ele dá preferências aos sites que tem essa opção, otimizando o tráfego orgânico.

Outro fator importante, é que desde março de 2018, o Google anunciou que prioriza a versão mobile de um site na hora de indexá-lo, tornando os sites mobile, muito mais importantes para o buscador do que o mobile.

Velocidade de Carregamento e Arquitetura de site otimizada

Além do site se adequar aos mais diferentes formatos de tela disponíveis hoje no mercado, outros dois pontos são importantes para um bom desempenho na sua estratégia de SEO. São eles: velocidade de carregamento e arquitetura de site otimizada.

O Google dá atenção a páginas que carregam mais rápido. Isso significa que de nada adianta ter um site cheio de imagens lindas e detalhes cativantes se os arquivos e imagens demoram minutos para carregar. A lentidão no carregamento do seu site, pode afetar negativamente todo o seu projeto de otimização.

Quando falamos sobre design e estrutura do site, também é preciso ficar de olho. O usuário precisa encontrar com facilidade o que ele procura. O seu site precisa ser, acima de tudo, extremamente útil. Por isso, as informações das páginas precisam estar organizadas de maneira hierárquica.

Tags

Bom SEO, é sinônimo de bom conteúdo. Por isso, é importante ficar atento aos conteúdos que você produz em sua página e principalmente as TAGs de suas páginas. Sendo elas:

Tag de título: essa tag deve ser cativante para ajudar os rastreadores a encontrá-la com mais facilidade. Na criação desta tag, você precisa se atentar a títulos duplicados que podem confundir os seus clientes.

Tag H1: esta tag também é importante para os rastreadores e usuários entenderem o seu conteúdo. Robôs de pesquisa usam o H1 para ter uma ideia do que a sua página fala. Essa tag também contribui para que o seu texto fique mais estruturado e crie um conteúdo escaneável.

Meta descrição: uma meta descrição bem feita pode ser o grande diferencial para gerar o clique para o seu site. Por isso, ela se torna tão importante para o seu negócio. Sempre que seu link aparecer em uma pesquisa, essa descrição aparecerá logo abaixo falando sobre o conteúdo daquela página. Vale também o cuidado com meta descrições duplicadas, pois elas podem atrapalhar os buscadores a entenderem o que é realmente relevante.

SSL

O seu site é um site seguro? O SSL é uma chave de segurança que cria uma conexão segura com a internet e garante que não haja problemas de invasão durante a troca de dados. Este dado agora, é um dos fatores de rankeamento do Google. Assim, hoje o HTTPS, gerado pelo certificado SSL, permite que o Google Analytics identifique a fonte de tráfego de qualquer site para qualquer endereço.

É preciso verificar se o seu certificado SSL está atualizado, se ele ainda é válido, registrado no domínio correto e se não gera notificações perturbadoras para o seu usuário. Quando falamos de adicionar este protocolo seguro para o seu site, é preciso ter cuidado para não se deparar com redirecionamentos ausentes para não resultar em ranqueamentos mais baixos.

Lembre-se: ao adicionar o SSL em seu site, atualize os links internos e seu sitemap com URLs em HTTPs.

Estratégias com links

SEO é muito mais do que palavra-chave. Ao fazer a otimização de sites é fundamental estar atento também a uma estratégia de links. Afinal, são eles que vão guiar as pessoas dentro do seu site. Desde a construção das URLs até os links de direcionamento.

Por exemplo, uma URL pode afetar negativamente a indexação e classificação do seu site. Assim, usar hífens entre as palavras, ajuda muito a construir URL amigáveis e a evitar problemas e a não atrapalhar a legibilidade para robôs e humanos.

Ao trabalhar técnicas de link building, tome cuidado também com os links quebrados, para não gerar uma experiência uma experiência ruim com os seus usuários. Busque sempre estar relacionado a sites de referência, já que, quanto mais importante o link te indicou tem, mais relevância você também terá pelo site de busca!

Fique atento também a quantidade de links em uma mesma página para que seu site não pareça um spam.

Trabalhe bem com as mídias sociais

Esteja presente nas mídias sociais. Tenha um perfil mais próximo e dinâmico no relacionamento dos seus clientes. Utilize imagens que podem viralizar e produza posts de qualidade. Investir em links externos também te ajuda, já que quando você divulga os seus conteúdos nesses canais, você é visto positivamente pelos mecanismos de busca, já que o alcance orgânico do seu material e contribuindo para que estes endereços fiquem bem posicionados.

Qualidade de Conteúdo

A qualidade e o tamanho do seu texto são extremamente importantes. O seu conteúdo precisa ser relevante para o Google, não pode ser um texto sem nexo criado com o planejador de palavra chave, que não faça sentido e faça com que o leitor desista em minutos. Ele precisa encontrar o que ele busca!

Como resultado deste bom trabalho, quanto melhor for o texto que você criar, mais chances tem dele estar no topo da busca orgânica!

Análise de concorrência

Estar de olho nos seus concorrentes pode ser um grande diferencial. Assim, você pode aproveitar todas as brechas e falhas de estratégia de SEO que ele não executa para aumentar o seu volume de buscas e alcançar melhores resultados.

Visto todos esses detalhes, fica claro que a pesquisa de palavras-chave é apenas um pequeno detalhe para otimizar o seu site e ter destaque nas páginas do Google. Para isso, é ter ferramentas que te auxiliem nesse projeto, como a SEMrush.

Ferramentas para a construção de estratégia

Hoje, a SEMrush possui o maior banco de dados de palavras-chaves do Mundo. São mais de 8 milhões de palavras-chaves, nos mais diferentes idiomas, para te ajudar no seu planejamento de pesquisa. Com uma rápida pesquisa, é possível uma visão geral das palavras escolhidas, a dificuldade de cada uma e insights para criar tráfego orgânico.

Mas, não é só isso, a ferramenta também contribui com um relatório completo com análise do site de seus clientes, mostrando o relatório de posições, as lacunas de palavras-chave, um relatório de backlinks dos concorrentes e uma análise de tráfego consistente.

Comentamos sobre a importância da criação de um forte portfólio de backlinks. Com a SEMrush você conseguir analisar os seus backlinks, criar uma auditoria e ainda contar com uma ferramenta especializada de linkbuilding.

Alguns detalhes em um projeto de SEO são mais difíceis de serem mapeados, entre eles erros de SEO on-page, como links quebrados, erros em tags e meta descrição. Uma maneira fácil de solucionar esse problema é o nosso Site Audit e o ON Page SEO Checker.

Conheça essa e outras ferramentas de SEO da SEMrush em nosso e-book. Você pode também baixar um checklist completo para conferir quais itens de SEO, além das palavras-chaves, precisa implementar no seu negócio.

Fonte: Canal Tech

O Exército Invisível do Google que todo estrategista de SEO e conteúdo deveria conhecer

Profissionais de SEO e estrategistas de conteúdo utilizam o programa de avaliação do Google como referência para entender o que o gigante das buscas entende por relevância

Você sabia que o Google utiliza feedback de avaliadores humanos para classificar a relevância dos resultados retornados pelo buscador? Estima-se que a empresa disponha de cerca de 10.000 avaliadores de qualidade de pesquisa (search quality raters, em inglês) espalhados pelo mundo. Um verdadeiro exército oculto que pouca gente ouviu falar.

Em que consiste a avaliação de qualidade de pesquisa

A principal tarefa dos avaliadores é atribuir uma nota de relevância aos resultados de pesquisa com base em termos de busca utilizados pelos usuários. Para isso, eles se baseiam nas orientações de um documento de mais de 150 páginas conhecido como “(em inglês, general guidelines for search quality raters).

Apesar de as notas dos avaliadores não afetarem diretamente o ranqueamento dos resultados no Google, elas servem como feedback para que os engenheiros avaliem se as mudanças nos algoritmos estão retornando resultados de maior relevância e qualidade para o usuário.

Impactos nas estratégias de SEO e Conteúdo

O programa de avaliação do Google existe há cerca de 10 anos, mas foi somente a partir de 2015 que a empresa começou a liberar as diretrizes gerais publicamente. Desde então, profissionais de SEO e estrategistas de conteúdo do mundo todo utilizam o documento como referência para inferir o que o gigante das buscas entende por relevância.

Cada atualização das diretrizes costuma repercutir bastante entre esses profissionais no Twitter, e a mais recente ocorreu em meados de julho deste ano. O entendimento é de quando o Google inclui novas orientações aos avaliadores, é porque ocorreram atualizações nos algoritmos referentes aos pontos que foram acrescentados. Faz sentido.

E o que dizem as diretrizes gerais

Basicamente, as diretrizes de avaliação abordam dois aspectos fundamentais de todo resultado de pesquisa: Qualidade e Relevância.

Para a avaliação desses aspectos, utiliza-se uma escala que vai de 1 a 5, sendo possível a atribuição de notas intermediárias como, por exemplo, 1,5 ou 3,5.

Qualidade

De acordo com o documento, os fatores mais importantes que influenciam a qualidade de uma página são:

  • Propósito da página
  • Expertise, Autoridade e Confiabilidade
  • Qualidade e quantidade de conteúdo
  • Informação sobre quem é o responsável pelo site e pelo conteúdo
  • Reputação do site e do responsável pelo conteúdo

 

Propósito da página

Toda página deve existir pelo propósito de oferecer conteúdo que ajuda o usuário. Websites ou páginas sem nenhum tipo de finalidade benéfica, incluindo páginas que potencialmente disseminam ódio, causam danos ou desinformam ou enganam os usuários, são consideradas de pior qualidade.

Expertise, Autoridade e Confiabilidade (E-A-C)

Além do propósito da página, outro fator de qualidade extremamente importante é a expertise, autoridade e confiabilidade tanto dos responsáveis pelo site quanto dos responsáveis pelo conteúdo sendo vinculado através da página.

Na prática, isso significa que um artigo produzido por um redator generalista, por exemplo, deve ser considerado de menor qualidade quando comparado ao conteúdo produzido por um especialista no assunto de que trata aquele artigo.

 

Qualidade e quantidade de conteúdo

Para a página ser considerada de boa qualidade, é importante que haja uma quantidade suficiente de conteúdo para satisfazer o propósito daquela página. Por exemplo: Um artigo de 200 palavras, sem links ou referências, cujo título é “O que é marketing digital” provavelmente não inclui conteúdo suficiente para satisfazer seu propósito, já que este é um tema amplo que exigiria muito mais informação do que 200 palavras são capazes de entregar.

 

Informação sobre quem é o responsável pelo site e pelo conteúdo

Para que o usuário se sinta confortável ao consumir determinado conteúdo online, é essencial que haja informação sobre quem é ou quem são os responsáveis pela página ou site e pelo próprio conteúdo que está sendo publicado. Geralmente, essa informação é encontrada na seção “Sobre” ou “Contato” do site ou na biografia do autor do artigo.

Em alguns tipos específicos de páginas, como as que abordam tópicos de saúde, por exemplo, é ainda mais importante que se tenha informações sobre os responsáveis, já que o conteúdo dessas páginas impacta profundamente a vida do usuário.

Páginas onde ocorrem transações financeiras (e-commerce) precisam também incluir informações detalhadas de atendimento e suporte ao cliente para serem consideradas de alta qualidade.

 

Reputação do site e do responsável pelo conteúdo

Reputação negativa compromete a qualidade do site ou conteúdo na visão do Google. Para determinar a reputação de um site, os avaliadores são solicitados a fazer pesquisa na web, o que corrobora a importância do gerenciamento de reputação online por qualquer marca que almeja ter uma presença de destaque na rede.

 

Relevância

Diferentemente da Qualidade da página, que pode ser analisada fora do contexto de busca, para aferir a Relevância de um resultado é necessário sempre considerar o termo de pesquisa utilizado pelo usuário. Nenhum resultado é relevante por si só, mas sim em relação às intenções ou necessidades do usuário que são deduzidas a partir do termo de pesquisa.

 

A escala de relevância utilizada nas diretrizes gerais é a seguinte:

Relevância 5: O resultado atende completamente às necessidades do usuário;

Relevância 4: O resultado atende altamente às necessidades do usuário;

Relevância 3: O resultado atende moderadamente às necessidades do usuário;

Relevância 2: O resultado atende superficialmente às necessidades do usuário;

Relevância 1: O resultado falha em atender às necessidades do usuário;

 

Resultados de Relevância 5

Esta é uma categoria de classificação especial, que se aplica apenas a determinados termos de pesquisa e resultados. Todos ou quase todos os usuários seriam imediata e totalmente satisfeitos pelo resultado e não precisariam ver outros resultados para satisfazer suas necessidades.

Exemplo:

Termo de pesquisa: uol esporte

Resultado: https://esporte.uol.com.br/

Explicação: O termo de pesquisa é explícito e deixa claro o que o usuário está buscando – a página de esportes do portal UOL. O resultado apresentado é exatamente aquilo que se procura. Portanto, este resultado atende completamente às necessidades do usuário.

 

Resultados de Relevância 4

Esta classificação se aplica a resultados que são muito úteis para muitos ou a maioria dos usuários. Alguns usuários poderiam querer ver resultados adicionais.

Exemplo:

Termo de pesquisa: uol

Resultado: https://www.facebook.com/UOL/

Explicação: Este termo de pesquisa não é tão específico como no exemplo anterior, porém a interpretação dominante é a de que o usuário está buscando o site do UOL. Também é possível que ele esteja buscando notícias veiculadas pelo UOL ou até mesmo informações sobre a empresa. O resultado apresentado é a página oficial do UOL no Facebook, que lista as principais e mais recentes notícias do portal, além de informações de contato. Esse resultado seria muito útil para muitos usuários.

 

Resultados de Relevância 3

Esta classificação se aplica a resultados que são úteis para muitos usuários ou muito úteis para alguns usuários. Alguns ou muitos usuários poderiam querer ver resultados adicionais.

Exemplo:

Termo de pesquisa: uol

Resultado: https://noticias.uol.com.br/politica/

Explicação: A interpretação dominante é a de que o usuário está buscando o site do UOL, mas também é possível que ele esteja buscando notícias veiculadas pelo UOL ou até mesmo informações sobre a empresa. O resultado apresentado é a subseção de Política dentro da página de notícias do UOL, o que é um tanto específico para este termo de pesquisa. Mesmo assim, é possível que este resultado seja muito útil para alguns usuários já que este é um tema relativamente popular dentro do portal.

 

Resultados de Relevância 2

Esta classificação se aplica a resultados que são úteis para poucos usuários. Existe uma conexão entre o termo de pesquisa e o resultado, mas essa relação é fraca ou insatisfatória. Muitos ou a maioria dos usuários iriam querer ver resultados adicionais.

Exemplo:

Termo de pesquisa: uol

Resultado: https://www.alexa.com/siteinfo/uol.com.br

Explicação: A interpretação dominante é a de que o usuário está buscando o site do UOL, mas também é possível que ele esteja buscando notícias veiculadas pelo UOL ou até mesmo informações sobre a empresa. Este resultado apresenta as estatísticas de tráfego do portal UOL no site em inglês Alexa, o que é muito específico para o termo de pesquisa utilizado. Apesar de haver uma conexão entre o termo de pesquisa e o resultado, a maioria dos usuários iria querer ver resultados adicionais.

 

Resultados de Relevância 1

Esta classificação se aplica a resultados que falham completamente em atender às necessidades dos usuários. Todos ou quase todos os usuários necessitariam de resultados adicionais.

Exemplo:

Termo de pesquisa: uol esporte

Resultado: https://economia.uol.com.br/

Explicação: O usuário está buscando a página de esportes do UOL. O resultado apresentado é a página de economia do portal, que falha completamente em atender às necessidades do usuário para este termo de pesquisa. Todos os usuários necessitariam ver resultados adicionais.

 

Obviamente, as definições de relevância apresentadas acima são simplificações, pois o objetivo deste texto é mais o de conscientizar o leitor sobre a existência do programa de avaliação e das diretrizes gerais.

Ao se informar sobre o que o Google entende por qualidade e relevância através dessas diretrizes, é possível incorporar esse conhecimento nas suas próprias estratégias de presença na web. Para quem quiser ir além, este artigo (em inglês) aborda um exemplo prático de como esses conceitos de avaliação podem ser úteis na estratégia de conteúdo.

 

 

Fonte: Digitalks

A importância da presença digital para sua empresa e como esse instrumento pode impulsioná-la

A presença digital deve ser levada a sério por empresas de todos os tamanhos – desde uma PME até uma multinacional

Com a ascensão da internet devido ao movimento de transformação digital dos negócios, a tecnologia se tornou indispensável para a vida e o trabalho da maior parte das pessoas. Por conta disso, estar no ambiente online se tornou fundamental na estratégia de marketing de qualquer marca, produto ou serviço.

Por toda essa relevância, a presença digital deve ser levada a sério por empresas de todos os tamanhos – desde uma PME até uma multinacional. Hoje, com as pessoas cada vez mais conectadas na rede, seja por meio de smartphones ou por outros dispositivos, é comum recorrer a internet para qualquer tipo de atividade. Segundo projeções da consultoria Gartner, até 2020, haverá mais de 26 bilhões de dispositivos conectados. Isso significa muitas conexões – alguns até estimam que esse número seja muito maior, mais de 100 bilhões.

Outra questão que não deve inviabilizar o investimento de uma companhia em ambiente digital é a área de atuação. Por mais específico que seja um nicho de mercado, é possível chegar até um determinado público-alvo ou a um cliente em potencial. É importante que se invista tempo e algum esforço para que uma empresa se destaque em âmbito digital. Vale lembrar, que a presença digital não contempla apenas as redes sociais, mas também os acessos da webpage e o conteúdo noticioso que pode vir a ser publicado em portais online.

É bom ressaltar que a atuação no meio digital deve ser planejada e só dá resultados se tiver uma estratégia cuidadosa por trás. Antes de mais nada, os responsáveis pelo marketing precisam definir um objetivo. Aqui pode ser um aumento de vendas, retenção de novos clientes, rebranding, ou até mesmo uma rede virtual criada para o atendimento ao consumidor. O próximo passo é descobrir como o público escolhido se relaciona e se comporta na web. Esse processo é de extrema importância, uma vez que ajuda o gestor de marketing a definir quais os melhores canais para marcar presença.

Cuidado! A popularidade de um canal, ou de uma rede social não garante sucesso à uma estratégia de marketing digital.

É preciso saber onde a audiência desejada está para poder alcançá-la e isso pode envolver outras plataformas. Por fim, defina os formatos e os conteúdos que serão usados para interagir com o público. Lembre-se: a presença digital é um ótimo instrumento para cativar o consumidor e provocá-lo a conhecer uma marca. O engajamento conquistado por meio de uma estratégia digital é um trunfo para a fidelização e retenção de novos clientes.

Eduardo Prange — CEO da Zeeng – Data Driven Platform, e atua com Marketing Digital há mais de dez anos, com participação em mais de cem projetos relacionados ao tema.

Fonte: Adminstradores