O que faz um Chief Data Officer e qual o seu valor para as organizações?

Chief Data Officer tem varrido as corporações que já assumiram a linha de frente da transformação digital. Mas apesar de ter ganhado atenção nos últimos anos, o papel de um CDO é, relativamente, antigo. Tenha como exemplo a Capital One, que nomeou o primeiro CDO em 2002. Apenas algumas organizações seguiram o exemplo na década que se seguiu, mas a Big Data Executive Survey de 2018 da NewVantage Partners descobriu que 62,5% dos tomadores de decisões de negócios e tecnologia da Fortune 1000 disseram que suas organizações haviam nomeado um diretor de dados.

Mas afinal qual é a função de um CDO? O diretor de dados supervisiona uma série de funções relacionadas a dados que podem incluir desde gerenciamento, garantia da qualidade dos dados e criar uma estratégia para tal. Ele ou ela também pode ser responsável pela análise de dados e inteligência de negócios, um processo fundamental para obter informações valiosas dos dados.

Algumas funções de gerenciamento de dados podem falhar na TI, e as análises podem pertencer a outro papel nas organizações, no caso um Chief Analytics Officer, um cargo que alguns dizem ser intercambiável com o CDO.

O papel e as responsabilidades do diretor de dados

O diretor de dados é um executivo sênior responsável pelo uso e controle de dados em toda a organização. Enquanto o diretor de dados é frequentemente encurtado para o CDO, o papel não deve ser confundido com o do Chief Digital Officer, que, às vezes, também é chamado de CDO.

“O diretor de dados é a pessoa sênior, com foco nos negócios, que entende a estratégia e a direção do negócio, mas seu foco é em como sustentar isso com os dados”, explica Caroline Carruthers, diretora da consultoria Carruthers and Jackson, e que já foi Chief Data Officer da Network Rail, e co-autora do livro “The Chief Data Officer’s Playbook and Data-Driven Business Transformation: How to Disrupt, Innovate and Stay Ahead of the Competition” (Manual do Chief Data Officer e Transformação de Negócios Orientados a Dados: Como revolucionar, Inovar e Permanecer à Frente da Competição, na tradução literal).

Embora alguns CIOs e CTOs vejam a criação de um CDO como uma invasão ao seu território, Carruthers diz que os limites são distintos. Chief Data Officers são responsáveis por áreas como qualidade de dados, governança de dados, liderança em gerenciamento de dados, estratégia de informações, ciência de dados e análise de negócios.

“A diferença entre o CDO e o CIO em minha mente é bastante clara, e eu costumo usar a analogia do balde e da água”, compara Carruthers. “O CIO é responsável pelo balde. Eles são responsáveis por garantir que o balde tenha o tamanho certo, que não haja buracos, que seja seguro e que esteja no lugar certo. É responsável pelo fluido que entra no balde, sai do balde, que vai para o lugar certo, que tem a qualidade certa e o fluido certo para começar”.

Chief Data Officer vs. Chief Analytics Officer

Mesmo que o diretor de dados e o diretor de análise sejam dois papéis distintos, ambos devem residir na mesma pessoa, argumenta Guy Gomis, sócio da empresa de recrutamento BrainWorks. “Estou achando que os melhores da classe combinam os dois”, diz ele. “A maioria dos líderes em análise quer possuir a estratégia de dados e como a empresa trata os dados e eles querem possuir análises”.

Isso faz sentido se você pensar sobre. Analytics é como os dados fornecem valor, então essa é uma função essencial. Ao mesmo tempo, você precisa de uma boa estratégia de dados e um bom gerenciamento de dados, ou não obterá dados de qualidade para analisar. Assim, Gomis diz: “A melhor prática é ter o diretor de estratégia de dados e de análise de dados que possui dados e análises e trabalha em estreita colaboração com o CIO”.

A quem o diretor de dados deve se reportar?

Enquanto as organizações estão rapidamente adotando o papel de diretor de dados, a NewVantage diz que ainda há muita confusão e desacordo sobre o mandato e a importância da posição. Sua pesquisa constatou que 39% dos participantes identificaram o diretor de dados como o executivo com responsabilidade principal pela estratégia de dados e resultados, mas 61% apontaram para outros executivos de nível C ou alegaram que não havia um único ponto de responsabilidade. Além disso, 50% sentiram que o diretor de dados deveria sentar-se no comitê executivo, com o mesmo número de discordantes.

Carruthers diz que o diretor de dados ou CDO poderia se reportar a lugares muito diferentes na organização, embora ela favoreça o CEO ou o Chief Operation Officer. “O único lugar que eu acredito que é absolutamente errado para o profissional se sentar é enquanto o papel do CIO”, diz ela. “À medida que o papel evolui e amadurece, ele está se reportando a outros lugares no negócio. Está se movendo em direção a mais de um lugar na mesa superior, o que deveria ser. Para mim, o CIO e o CDO deveriam trabalhar muito lado a lado, de mãos dadas como uma parceria, e uma parceria não funciona quando um parceiro trabalha para o outro parceiro”.

Anthony Scriffignano, cientista chefe de dados da Dun & Bradstreet, que se reporta ao CEO da Dun & Bradstreet, diz que não há uma resposta única para a questão de onde um diretor de dados deve reportar. “Eu vi o papel em finanças, TI, marketing, pesquisa e desenvolvimento, pode até ser o desenvolvimento de produtos”, diz ele. “Frequentemente, é um novo papel, talvez criado por uma pessoa que ficou sobrecarregada com as exigências de seu próprio papel, então você encontrará muitas vezes nessa parte da organização porque é quem a criou. Mas isso não significa necessariamente que é onde deve ficar”.

Fonte: CIO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *