Consolidada no mercado, profissão de youtuber pode conquistar direitos trabalhistas e tributários

Há muito tempo o Youtube deixou de ser apenas a maior plataforma de compartilhamento de vídeos da internet. Para milhares de pessoas mundo afora, tornou-se a principal ferramenta de trabalho. Tanto que já vem chamando a atenção das autoridades – inclusive as brasileiras – para as questões ligadas às atividades laborais desenvolvidas com base no portal. Em outubro do ano passado, por exemplo, o deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE) apresentou na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei Nº 10.938/2018, que visa exatamente regulamentar a atividade de youtuber no Brasil.

No texto, o parlamentar define o ofício como “obreiro que cria vídeos e os divulga na plataforma social do YouTube”. O projeto dá aos youtubers profissionais o direito “de não participar de trabalho que ponha em risco sua integridade física” e estabelece “carga horária máxima de seis horas diárias e 30 horas semanais com intervalo de 45 minutos para almoço e descanso”, incluindo o tempo de planejamento, gravação, edição, publicação e promoção dos vídeos. Nos pontos não especificados no projeto, seriam aplicados os preceitos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Já em abril de 2019, o deputado Eduardo Bismarck (PDT-CE) propôs também na Câmara, em Brasília, que youtubers e influenciadores digitais possam ser reconhecidos como microempreendedores individuais (os chamados MEI). Assim, se o projeto for aprovado, eles ganharão direitos equivalentes a empresários (poderão emitir nota fiscal, por exemplo), com a vantagem da incidência de impostos menores do que em empreendimentos tradicionais.

Cebrac oferece curso profissionalizante para videomakers

Quem pretende apostar na carreira de youtuber ou produzir vídeos para as mais diversas finalidades conta com uma excelente oportunidade de desenvolvimento e aperfeiçoamento. Organização fundada em 1995, o Centro Brasileiro de Cursos (Cebrac) oferece um programa de formação em Videomaker.

O curso é voltado a quem sonha em tornar-se youtuber profissional, a aquelas pessoas que buscam conhecimentos para aplicar no seu dia a dia, no ambiente escolar e na comunidade, ou ainda para os profissionais que planejam prestar serviços de produção multimídia e edição de vídeo, entre outros.

O programa inclui temas como roteiro e desenvolvimento (preparação de ambiente, desenvolvimento de multimídia, storyboard e storyline, composição fotográfica, enquadramentos e planos), equipamentos (captação de áudio e imagem, ângulos e movimentos de câmera), edição e pós-produção (Audacity, Inkscape, Gimp, Kdenlive, YouTube para Videomakers, ferramentas de edição) e divulgação e monetização (transmissão, Google Analytics e visão empreendedora).

Todos os cursos do Cebrac têm como foco a formação empreendedora do aluno com ferramentas interdisciplinares, oficinas, desenvolvimento da criatividade e da liderança no meio social. Para isso, a instituição conta com educadores especializados e uma metodologia de ensino diferenciada, que busca assegurar desenvolvimento pessoal e profissional de qualidade.

Os diferenciais do curso Videomaker incluem a capacitação do aluno para atuar como prestador de serviços na área de produção multimídia e de conteúdos gráficos para redes sociais, sua preparação para auxiliar profissionais da área de marketing, publicidade e agências na criação e edição de vídeos e imagens, além de despertar sua visão empreendedora, por meio da discussão sobre os passos iniciais na estruturação de um negócio voltado para produção multimídia e redes sociais.

Fonte: Exame

YouTube do Início ao Fim!

Em parceria com a Blumahub, a Zeeng promove mais curso, agora focado em Youtube!
Confira as informações e não deixe de se inscrever!
Sobre este evento

Porto Alegre – 21 e 22 de Janeiro das 16h às 20h

Local: Espaço Zeeng – Domingos Crescêncio, 727 | Porto Alegre/RS

Incluído: 8 horas/aula | Apostila | Certificado | Coffee Break

Aprenda a configurar seu canal, gerenciar seu planejamento, aumentar sua audiência e ainda criar campanhas focadas em Youtube Ads.

MÓDULO 1 – POR ONDE COMEÇAR?

Como ter um canal e visão geral da plataforma

Como configurar um canal

Que recursos temos disponíveis?

Como organizar seu planejamento de conteúdo

MÓDULO 2 – GERENCIE SEUS VÍDEOS

Antes da filmagem

Durante a filmagem

Depois da filmagem

Ao vivo

MÓDULO 3 – GERENCIE SEUS PARCEIROS

Negócios com outras marcas

Direitos autorais

MÓDULO 4 – DESCOBERTA E ANÁLISE

Segmente seu público

Crie uma comunidade

Gestão de campanhas

Avaliação do canal

Youtube analytics

MÓDULO 5 – RECEITA

Como gerar receita com seu canal

Sobre a Professora: Regi Santos é Google Specialist, Graduada em Marketing e pós-graduada em Gestão Estratégica de Projetos. Começou sua carreira com marketing digital no segmento de EAD e Franquias, atuou em diversos segmentos e durante sua carreira implementou estratégias de marketing digital voltadas para conversão. É Fundadora da Bluma Hub, onde desenvolve campanhas de AdWords focadas em performance.

Quem deve se inscrever?– Pessoas interessadas em ter um canal no Youtube e promover sua marca pessoal;

– Profissionais que queiram aprofundar seus conhecimentos em estratégias e campanhas de YouTube;

– Profissionais de marketing que atuam em empresas e precisam acompanhar o trabalho realizado pela agência contratada;

– Influenciadores Digitais que queiram ampliar seus conhecimentos sobre construção de marca e gerenciamento de conteúdos em vídeo.

1° lote: R$ 200,00 até 31/12/18 ou 8 inscrições

2° lote: R$ 220,00 até 16/01/19 ou 8 inscrições

3° lote: R$ 250,00 até 21/01/19 ou 5 inscrições

Descontos: 15% para Grupos (acima de 3 pessoas) – escreva para escola@petitmidiassociais.com e solicite um cupom de desconto. 15% para Estudantes – envie seu comprovante de matrícula para escola@petitmidiassociais.com e solicite seu cupom de desconto.

Número mínimo de inscritos: 05.

Número máximo de inscritos: 20

Cancelamento: até 7 dias antes do início das aulas, deve ser solicitado diretamente no Eventbrite. Pedidos pagos com boleto não são reembolsáveis.

Inscrições: https://www.eventbrite.com.br/e/youtube-do-inicio-ao-fim-registration-53696111515

 

Novos recursos aprimoram oportunidades de publicidade no Youtube

No primeiro semestre, o Google anunciou novos recursos de publicidade no YouTube que fornecem aos profissionais de marketing mais controle sobre a segmentação e a otimização de seus gastos na plataforma. O YouTube é o segundo maior mecanismo de pesquisa do mundo, com mais de 30 milhões de usuários diários e mais de 1,5 bilhão de usuários conectados mensalmente em 88 países. Calculando apenas os visitantes de dispositivos móveis, o YouTube alcança o público de 18 a 49 anos, muito mais do que qualquer canal de TV a cabo nos EUA, por exemplo. Ou seja, a plataforma traz grandes oportunidades para as marcas.

“Com base nesses números, o YouTube deve ser uma parte extremamente importante da estratégia de marketing de todas as marcas. No entanto, muitas vezes os anunciantes hesitam em aproveitar ao máximo os tipos de anúncios e as ferramentas de segmentação disponíveis. Existem várias razões para essa discrepância: os profissionais de marketing são obcecados em focar sempre nas palavras-chave. Sendo que é necessário aproveitar a granularidade das opções de segmentação por público do Google”, explica o Gustavo Macedo, diretor da iProspect.

Embora o YouTube seja uma plataforma de descoberta, a caixa de pesquisa ainda é um componente fundamental. Mas enquanto as caixas de pesquisa no YouTube e no Google parecem semelhantes, o comportamento do usuário para cada uma é bem diferente. Pesquisadores do Google estão declarando sua intenção de maneira muito clara, fazendo uma pergunta e solicitando uma resposta. As pesquisas no YouTube são mais difíceis de analisar, embora muitas vezes haja alguma indicação de intenção, esse nível de percepção granular geralmente é mascarado pelo fato da pesquisa estar concentrada no consumo de conteúdo de vídeo.

Ao aproveitar esse recurso, os anunciantes podem segmentar os anúncios em vídeo do YouTube com base no comportamento de pesquisa anterior do usuário no Google, onde sua declaração de intenção é mais robusta. Os profissionais de marketing podem criar listas de até 5.000 palavras-chave, que conectadas as campanhas de vídeo do YouTube para veicular anúncios quando alguém que pesquisou essas palavras-chave anteriormente no Google está assistindo a um vídeo no YouTube.

Devido ao seu alcance fantástico, os anúncios do YouTube sempre foram ótimos para entregar KPIs de branding. A pesquisa, no entanto, é um canal desenvolvido para o desempenho de resposta direta. Ao criar um bloco de anúncios do YouTube criado a partir do zero como um jogo de desempenho, o Google espera alavancar sua longa história na geração de resultados de negócios tangíveis e expandir essa força no espaço do anúncio em vídeo.

“Estamos promovendo sempre os melhores recursos, individualmente combinando com outras opções de segmentação do YouTube e formatos de anúncios. Procurando uma atualização futura, compartilhando os aprendizados e resultados”, finaliza o Gustavo.

 

 

Fonte: AdNews

Conheça 7 formas de engajar o público com posts em mídias sociais

A interação do público é de grande importância para a detecção da popularidade e da saúde de uma empresa. Porém, para apresentar números sólidos provenientes de uma base ativa de seguidores é necessário que diversas medidas sejam tomadas para que essa taxa de vitalidade nas mídias sociais se concretize.

Para facilitar os caminhos e apontar as estratégias mais aceitas nas redes para engajar, separamos sete dicas que podem alterar o alcance de fanpages em diversas plataformas;

Confira a lista completa abaixo:

1- Procure postar coisas atuais e relevantes

No mundo de hoje, em que as informações chegam nos usuários de forma rápida, é importante buscar assuntos diferentes e que o público deseje ler. Feriados, não somente tradicionais como o Natal ou o Ano Novo, são boas pautas e atraem diferentes públicos.

2- Tenha sua própria personalidade

As pessoas farão julgamentos a respeito do seu conteúdo baseadas na forma em que são publicados, por isso é importante ser autêntico e ter uma marca registrada. Pense como se sua empresa fosse uma pessoa física e como agiria nas redes sociais.

3- Incorpore as imagens corretas para seus posts

O Buzzsumo, ferramenta de monitoramento de mídias sociais, mostrou que adicionar imagens a um post no Facebook aumenta em 2,3% o engajamento do público. Já os tweets que possuem alguma imagem podem gerar 150% mais interação. Investir nas imagens corretas é uma forma de disseminar seu trabalho pelas redes.

4- Seja transparente

O público mais exigente sabe quando está sendo enganado. Portanto, deixar os valores da marca claros e ser honesto com o público é um grande diferencial.

5- Seja ativo e interaja: responda aos comentários

Hoje em dia, os internautas gostam de sentir que fazem a diferença, e, de fato, fazem. Quando se trata da interação entre empresa e público é muito importante que haja contato, portanto, procurar se comunicar com os clientes faz com que eles queiram voltar.

6- Peça por feedbacks e sugestões

Para buscar melhora é importante ouvir opiniões e sugestões que saiam da zona de conforto. Solicitar feedbacks e sugestões por meio das redes sociais são formas de agregar diferentes conteúdos e trazer outras pessoas para dentro da empresa.

7- Planeje conteúdo

Organização sempre será uma das chaves do negócio. Ter uma agenda de planejamento fará com que o conteúdo esteja atualizado e não correrá o risco dele se repetir nas redes.

Fonte: adnews