Zeeng é destaque na Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios

100 ideias de futuro para montar o seu negócio em 2018

A Zeeng foi destaque na edição da Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios na matéria de capa sobre as startups que vêm se destacando em meio à revolução digital que dominou todas as áreas da economia.

A reportagem sobre as 100 ideias de futuro para montar o seu negócio em 2018 apresenta ferramentas como algoritmos de inteligência artificial, plataformas de realidade virtual e dispositivos de internet das coisas que já estão disponíveis para empresas de qualquer tamanho ou setor.

Fonte: Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios

Conheça 15 soluções que podem otimizar a operação da sua empresa em 2018

O começo do ano é o momento que as empresas elaboram de forma estratégica todo o planejamento e definem as metas de cada uma das áreas para o próximo ano. Setores como administrativo, financeiro, recursos humanos, logística e pós-venda são responsáveis e fundamentais no aumento da receita e do faturamento, tanto em grandes organizações empresas como em startups.

Por este motivo, é importante que essas áreas sejam trabalhadas de forma integrada, completando umas as outras, para que elas possam auxiliar no crescimento de cada uma das corporações. Para isso, muitas delas optam por utilizar soluções tecnológicas que melhoram e automatizam processos. Conheça 15 ferramentas e plataformas que podem otimizar a operação da sua empresa em 2018:

Planejamento estratégico

Zeeng – Há alguns anos era comum que as marcas agissem olhando para trás, interpretando dados do passado. Hoje, graças à digitalização dos negócios as empresas são obrigadas a monitorar seu mercado em tempo real para que a tomada de decisão seja a mais assertiva possível. Essas mudanças, aliadas à necessidade de ações imediatas, tornaram a tomada de decisão estratégica cada vez mais complexa, uma vez que as companhias competem em âmbito global. Pensando em auxiliar os gestores de Marketing e Comunicação, e também democratizar a ciência de dados, a Zeeng desenvolveu a primeira plataforma de Big Data Analytics do Brasil voltada ao setor – a Zeeng Data Driven Platform. A empresa aposta em uma interface simples e intuitiva para que as companhias da área possam antecipar movimentos estratégicos de seus competidores, acompanhar as ações de diversas marcas no ambiente digital e entender o comportamento do mercado.

Propz –  O varejo físico, apesar de um mercado mais tradicional, também pode se beneficiar de soluções de inteligência artificial para vender mais, assim como os e-commerces fazem. Ofertas mais assertivas, vindas de uma coleta de dados que monitora a jornada de consumo do cliente na loja, aumentam a frequência no ambiente e o ticket médio dos estabelecimentos. A Propz, ferramenta que oferece um sistema de Inteligência Artificial e Big Data para o varejo e serviços financeiros, é pioneira na aplicação dessas tecnologias que entendem, predizem e reagem ao comportamento de consumo em tempo real e de forma automatizada.

Gestão de compliance:

upLexis – Com dezenas de processos para serem realizados, é comum vermos alguns erros sendo cometidos por falta de planejamento e organização nas empresas. Por isso, a gestão de compliance é fundamental para que os empresários possam incluir novos procedimentos que melhorem a gestão empresarial. Dessa forma, a upLexis é uma alternativa viável para essas corporações, já que elas têm como objetivo detectar onde estão as falhas, podendo ir desde as fraudes até ter informações divergentes para melhorar os seus resultados. Por meio de big data, é possível realizar diversas consultas e buscas que garantem a efetividade nas tomadas de decisões, e ficar em conformidade com as leis estabelecidas regulamentando a atuação interna ou externa.

Antifraude:

Konduto: Para evitar que uma compra seja realizada por criminosos virtuais utilizando cartões de crédito clonados, a Konduto, empresa brasileira que desenvolveu um sistema antifraude eficiente e de alta performance, utiliza a tecnologia de Machine Learning para monitorar o comportamento de compra do consumidor e com isso, detectar quem está realizando a compra, se é um fraudador ou não. Com isso, é possível garantir a saúde financeira das lojas virtuais e a segurança das transações efetuadas.

Pós-venda:

Tracksale:Em um mercado no qual as empresas estão cada vez mais competitivas, a experiência do usuário faz toda a diferença. Afinal, ela tem grande importância para que o cliente crie e compartilhe a imagem da empresa, seja negativa ou positiva. Por isso, ter um pós-venda eficiente pode ser a chave para entender as necessidades do consumidor e resolver problemas. Por isso, que a Tracksale surgiu no mercado com o objetivo de melhorar a experiência de compra do consumidor por meio da metodologia Net Promoter Score (NPS) e outros indicadores que medem a experiência do cliente. A startup disponibiliza mais de 70 relatórios inteligentes que cruzam dados estratégicos e geram insights para tomada de decisão e indicam quais falhas e gargalos foram encontradas em cada empresa.

Trustvox: Para que haja transparência entre o cliente e a loja, é preciso que o lojista colete e divulgue apenas opiniões verdadeiras, ou seja, daqueles que realmente compraram na loja mesmo que não sejam comentários positivos, sem que haja moderação nos comentários. Por este motivo, a Trustvox primeira e única certificadora de reviews no Brasil, atua com o propósito de tornar a sinceridade padrão de mercado no e-commerce, a fim de melhorar a experiência de compra.

Gestão documental

Vianuvem: Muitas empresas não possuem espaços disponíveis para armazenar documentos sejam eles notas fiscais, arquivos contábeis, comprovantes de pagamentos, contratos, dentre outros tipos de informações. Em alguns casos, as companhias até mesmo possuem espaço físico, mas têm problemas de armazenamento, pois em muitas situações elas guardam os documentos em locais de difícil acesso e na hora de resgatar algum deles encontra-se dificuldade. Pensando em otimizar esse processo, melhorar a gestão documental, a Vianuvem desenvolveu uma plataforma que auxilia o gestor no gerenciamento eletrônico de documentos (GED) e processos de negócios (BPM) para simplificar a comunicação nas empresas, ao entregar soluções customizáveis para diversos setores. Ele tem como proposta oferecer uma solução 100% digital capaz de desburocratizar processos internos, sejam eles notas fiscais, reembolsos, compras, contratos ou gestão de crédito.

Gestão financeira:

Iugu: Otimizar a operação financeira e gerar cobranças com agilidade ainda é um desafio para muitas empresas. No Brasil um dos métodos preferidos de pagamento é o boleto e mesmo assim, é comum que as companhias ainda tenham problemas com esse tipo de operação. Por isso, a automatização de processos na área financeira se torna fundamental. Reduzir custos operacionais com a equipe e a inadimplência dos clientes é a proposta da iugu, uma plataforma de automação financeira. A solução permite a emissão de boletos que podem ser acessados online, tanto no computador quanto no celular e também o pagamento de todos os documentos que foram pagos e os que estão pendentes.

BizCapital: Mesmo fazendo uma gestão adequada das finanças, muitas vezes, algumas empresas precisam de um investimento extra para aumentar seu estoque ou o capital de giro. Nestes casos, um empréstimo pode ser a solução para não tirar dinheiro diretamente dos lucros da empresa. Muitas fintechs oferecem crédito com juros mais atrativos, como é o caso da BizCapital, que tem como objetivo tornar o crédito mais acessível e atender micro e pequenas empresas que estão fora do radar dos grandes bancos.

Parte estrutural:

Xtech Commerce: Antes de abrir um e-commerce, é preciso que o empreendedor escolha a plataforma ideal para o seu negócio, ou seja, o sistema que ela será criada, porém ela precisa estar atrelada a outras funções também. Para isso, a Xtech Commerce, permite que o lojista trabalhe de forma multicanal, além de possuir estratégias que permitem cuidar 360º da inteligência da loja virtual.

Recursos Humanos:

Gama Academy: Um dos problemas que tem se tornado cada vez mais comuns no universo de startups é o turnover, ou seja, a rotatividade na entrada e saída dos colaboradores do quadro de funcionários. Quando alguém deixa a empresa, seja por demissão ou desligamento voluntário, é gerado um gasto com rescisões e a contratação de uma nova pessoa, o que pode prejudicar o crescimento da empresa. Para auxiliar as startups a terem um controle maior sobre os gastos com contratações e demissões, a Gama Academy, escola que trabalha com recrutamento e treinamento de talentos para o mercado digital, cria programas de seleção e capacitação para encontrar os melhores profissionais para as empresas.

2XS: Os Recursos Humanos podem, e devem, mudar. Este setor moderniza frequentemente seu modo de operação e se adequa às mais variadas empresas que surgem no mercado. Os empreendedores precisam que suas contratações sejam as mais assertivas possíveis para montarem a melhor equipe. A natureza de cada empresa deve ser compreendida em sua totalidade, para que o RH aja como uma conexão entre talentos e oportunidades. A 2XS desenvolve soluções personalizadas, combinadas com ferramentas de hunting para entender o perfil profissional que cada empresa busca de acordo com suas necessidades.

Canal assertivo para atingir o seu público-alvo;

Samba Tech: Com o crescimento do mercado de vídeos online no país, a onda Netflix ganhou evidência e atingiu o pequeno produtor. Neste ano, diversos canais com conteúdo de nicho ganharam destaque e conquistaram cada vez mais seguidores. Por isso, para impactar seu público-alvo com uma mensagem relevante, investir em conteúdo por meio de vídeos online é a melhor alternativa.Ter uma comunicação clara, dialógica com todos os seus públicos é fundamental para trabalhar a construção da confiança, e as plataformas de streaming estão aí para ajudar a pulverizar seu conteúdo e impactar seus steakholders.

A Samba Tech, pioneira na distribuição de vídeos online na América Latina, está de olho nesse mercado e desenvolveu o Samba Play, um produto para empresas, pessoas e empreendedores que queiram conquistar cada vez mais clientes por meio das plataformas digitais.

Gestão logística:

Cobli: Reduzir gastos excessivos com combustível e manutenção veicular, calcular mudanças de rota e monitorar o modo de condução dos motoristas, são algumas das preocupações dos gestores de frotas. Para isso a Cobli, startup especializada em rastreamento, telemetria e gestão de frotas, oferece um sistema capaz de fornecer, em tempo real, mais de cinco mil informações sobre o veículo. Por meio de tecnologia que aplica algoritmos de aprendizado da máquina, o sistema da Cobli consegue determinar, com alta precisão – 93%, quem é o motorista que está dirigindo naquele momento. Com base em dados de telemetria, ou seja, modo de frenagem, tempo de aceleração e troca de marchas, é possível entregar relatórios completos e detalhados, de maneira que o gestor consegue melhorar a performance da área logística, seja ele dono de micro e pequeno negócio com poucos carros ou até grandes transportadoras com centenas de caminhões. Presente em 26 Estados e DF, a Cobli possui mais de dois mil usuários ativos mensais.

Fonte: E-Commerce News

Zeeng quer bater R$ 1 milhão em 2018

Zeeng, startup responsável por um plataforma de big data analytics voltada para gestores de marketing e comunicação, espera fechar o ano de 2018 com um faturamento de R$ 1,2 milhão.

Para isso, a empresa tem a expectativa de finalizar o ano com uma carteira de 50 clientes. Hoje, a startup atende a 22 empresas.

O resultado esperado para os próximos dois anos é de um faturamento de R$ 9 milhões, com 1,5 mil clientes.

A startup possibilita o acompanhamento de ações das marcas online e busca antecipar movimentos estratégicos ao entender o comportamento do mercado.

O sistema opera em cinco vertentes: antecipação de lançamento de produtos a partir de sua base de dados, monitoramento de notícias e promoções, análises de comportamento em mídias sociais e presença online.

Todos os dados podem ser visualizados em tempo real e são organizados em dashboards que buscam facilitar a geração de insights.

A mensalidade para o uso da ferramenta varia de acordo com o número de marcas que o cliente deseja monitorar.

Além de departamentos de marketing internos, que utilizam a plataforma para monitorar sua marca e dos concorrentes – a Zeeng é utilizada por agências de publicidade, que acompanham seus clientes e as marcas que competem no mesmo mercado das empresas que atendem.

Com os 22 clientes atuais, a Zeeng conta com 850 marcas monitoradas em sua plataforma. Em dois anos, o número deve passar para 5 mil.

“Hoje, quase 80% dos clientes da Zeeng são agências, que acabam mostrando a ferramenta para as empresas atendidas e gerando um interesse na equipe de marketing em contar com as informações também internamente. Nos próximos dois anos, esperamos que a proporção de agências entre nossos clientes seja de 50%”, detalha Eduardo Prange, CEO da Zeeng.

Antes de criar a Zeeng no final do ano passado, Prange também fundou a Seekr – startup de monitoramento de marcas nas mídias sociais que realizou em março deste ano uma fusão com a Direct Talk, formando a Hi Platform.

César Paz, fundador da AG2, foi investidor-anjo da plataforma. Desde 2016, quando deixou de atuar na operação diária da agência, Paz tem se dedicado a consultoria de marketing digital e ao universo de startups, atuando como investidor em empresas como MPQuatro, Minovelt, Alright, Delta e Lookbel. Além dele, a Plugar, companhia de Porto Alegre que atua com inteligência de dados, se tornou sócia da Zeeng.

A plataforma reúne informações oriundas de redes sociais, notícias e bases de dados públicas de instituições, como Ministério da Agricultura, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Instituto Nacional Propriedade Industrial (INPI), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre outras.

O conteúdo é processado pela plataforma, que gera uma série de conclusões embasadas por noções do mercado para auxiliar os profissionais no planejamento e execução das ações e estratégias de marketing da sua empresa.

Fonte: Baguete

Painel Startups Exponenciais no FIC2017

Nos últimos dias 05 e 06 de outubro ocorreu o FIC 2017 – Festival de Interatividade e Comunicação. Para quem não pode presenciar o evento ou até mesmo acompanhar o painel sobre as Startups Exponenciais (Zeeng, Warren e TAG) segue o vídeo que registrou este bate papo entre os empreendedores Eduardo Prange (Zeeng), Tito Gusmão (Warren) e Arthur Dambros (TAG).

#CompartilheSemModeração

[IMPRENSA] ZEENG ANUNCIA PLATAFORMA DE BIG DATA ANALYTICS PARA MARKETING E COMUNICAÇÃO

Solução reúne informações oriundas de redes sociais, notícias e bases de dados públicas de instituições

Em meio ao movimento de transformação digital dos negócios, a capacidade de analisar e agir sobre dados tem sido fundamental para as empresas. Essas mudanças, aliadas à necessidade de ações imediatas, tornaram a tomada de decisão estratégica cada vez mais complexa, uma vez que as companhias competem em âmbito global.

Pensando em auxiliar os gestores de Marketing e Comunicação, e também democratizar a ciência de dados, a Zeeng criou a primeira plataforma de Big Data Analytics do Brasil voltada ao setor – a Zeeng Data Driven Platform.

A empresa aposta em uma interface simples e intuitiva para que as companhias da área possam antecipar movimentos estratégicos de seus competidores, acompanhar as ações de diversas marcas no ambiente digital e entender o comportamento do mercado.

“Antes as marcas agiam olhando para trás, interpretando dados do passado. Hoje, as empresas são obrigadas a monitorar seu mercado em tempo real para que a tomada de decisão seja a mais assertiva possível”, explica Eduardo Prange, CEO da Zeeng.

Vertentes

Para gerar inteligência competitiva aos seus clientes, a plataforma opera em cinco vertentes: antecipação de lançamento de produtos a partir de sua base de dados, monitoramento de notícias e promoções, análises de comportamento em mídias sociais e presença on-line. Todos os dados podem ser visualizados em tempo real e são organizados em dashboards que facilitam a geração de insights.

A solução reúne informações oriundas de redes sociais, notícias e bases de dados públicas de instituições, como Ministério da Agricultura, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), Instituto Nacional Propriedade Industrial (INPI) e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Esse conteúdo é processado pela plataforma, que gera uma série de conclusões embasadas por noções sólidas do mercado, auxiliando os profissionais no planejamento e execução das ações e estratégias de marketing da sua empresa.

“Entendemos que, na era da informação, é fundamental trabalhar com dados e evidências, deixando de lado a intuição e construindo verdadeira inteligência competitiva para um empoderamento na tomada de decisão”, completa Prange.

Atualmente, a Zeeng tem 15 clientes ativos em seu portfólio e mais de 550 empresas monitoradas. Até o final de 2017, a expectativa da companhia é atingir mais de 50 clientes em sua base de dados e aproximadamente 1 mil empresas monitoradas.

Fonte: ITForum365

Zeeng, a primeira Plataforma de Big Data Analytics voltada para as áreas de marketing e comunicação do mercado brasileiro!

Pensando em auxiliar os gestores de Marketing e Comunicação e democratizar a ciência de dados, a Zeeng criou a primeira plataforma de Big Data e Analytics do Brasil voltada ao setor – a Zeeng Data Driven Platform.

A empresa aposta em uma interface simples e amigável para que as companhias da área possam antecipar movimentos estratégicos de seus competidores, acompanhar as ações de diversas marcas no ambiente digital e entender o comportamento do mercado.

Para gerar inteligência competitiva aos seus clientes, a plataforma opera em cinco vertentes: antecipação de lançamento de produtos a partir de sua base de dados, monitoramento de notícias e promoções, e análises de comportamento em mídias sociais e presença online. Todos os dados podem ser visualizados em tempo real e são organizados em dashboards que facilitam a geração de insights.

A solução reúne informações oriundas de redes sociais, notícias, bases de dados públicas de instituições como Ministério da Agricultura, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), Instituto Nacional Propriedade Industrial (INPI), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre outras. Este conteúdo é processado pela plataforma, que gera uma série de conclusões embasadas por noções sólidas do mercado, auxiliando os profissionais no planejamento e execução das ações e estratégias de marketing da sua empresa.

Confira o vídeo institucional da empresa: