Zeeng Drops – #02 – Curadoria FIC 2017

Nos últimos dias 05  e 06 de outubro aconteceu em Porto Alegre o FIC2017, onde o tema desta edição foi sobre a Economia da Experiência, ou “Economy Experience”.

Nossa equipe esteve presente no evento e preparou com muito carinho uma curadoria em formato de debate para tentar de maneira objetiva resumir os principais observados no evento que contou com palestrantes e painealistas renomados internacionalmente como: Brian Solis, Fred Gelli, Silvio Meira, Jon “Maddog” Hall, Luciana Bazanella, Marcelo Trevisani, entre outros.

Na economia da experiência a indústria criativa ganha especial destaque e protagonismo. Embora as definições sobre indústria criativa ainda sejam genéricas e amplas, podemos afirmar que ela se caracteriza por ter na criatividade e no capital intelectual seus valores referenciais.

Em seu escopo de atividades poderíamos incluir as artes, o design, a produção de conteúdo audiovisual, os jogos, a tecnologia, a comunicação, entre outras tantas atividades que se estruturam a partir da criatividade, incluindo nisso a própria ação empreendedora. Enfim, é na indústria criativa que encontraremos todas as competências necessárias na construção de experiências memoráveis e transformadoras com marcas, pessoas, contextos e espaços.

Confiram o bate papo entre Cesar Paz (curador oficial do FIC2017) e Isa Longo (Consultora parceira da Zeeng) trazendo uma visão resumida e objetiva dos principais destaques do evento:

 O conceito de economia da experiência foi introduzido pela primeira vez em 1999, por Joseph Pine e James Gilmore, ambos especialistas em mercado pela Universidade de Harvard. As experiências representam uma já existente, porém não articulada, forma de resultado econômico. Ao se distinguir “experiências” de “atividades de serviço”, abre-se uma série de possibilidades de reconhecimento de um modelo econômico que vai de encontro ao pessimismo pós-industrial de encolhimento dos empregos ante o desenvolvimento tecnológico, e resignifica a econômia de serviços comoditizada, numa nova lógica que tem as pessoas e suas variadas formas de perceber o mundo no centro de toda atividade econômica.

A “economia da experiência” continuará com seus desdobramentos e, naturalmente, evoluirá para transformações cada vez maiores. Para aqueles que já interagem com o mundo dos negócios associado à experiência, as oportunidades são vastas, cabe escolher qual o papel a ser executado.

Painel Startups Exponenciais no FIC2017

Nos últimos dias 05 e 06 de outubro ocorreu o FIC 2017 – Festival de Interatividade e Comunicação. Para quem não pode presenciar o evento ou até mesmo acompanhar o painel sobre as Startups Exponenciais (Zeeng, Warren e TAG) segue o vídeo que registrou este bate papo entre os empreendedores Eduardo Prange (Zeeng), Tito Gusmão (Warren) e Arthur Dambros (TAG).

#CompartilheSemModeração

Zeeng marcará presença no FIC 2017 em painel sobre as STARTUPS EXPONENCIAIS

Evento trará a Porto Alegre especialistas internacionais na área da tecnologia, da criação e do consumo, como Brian Solis e Jon “Mad­dog” Hall

O Festival de Interatividade e Comunicação (FIC17) trará ao BarraShoppingSul nomes de peso no universo da tecnologia, da criação e do consumo, como Brian Solis, estudioso sobre tecnologias disruptivas e seu impacto nos negócios e na sociedade, e Jon “Mad­dog” Hall, presidente da diretoria do Linux Professional Institute e CEO da Optimal Dynamics.

Em sua 13ª edição, o FIC terá três pilares de conteúdo: Technology Experience, Design Experience e Brand Experience (para discutir marcas). Nessas trilhas, palestrantes vão apresentar cases de sucesso e interagir com a plateia. O evento terá ainda food trucks, um espaço para troca de ideias e momentos de descontração com festas noturnas e networking (confira programação completa do FIC 2017).

– Debateremos o mais avançado estágio econômico, que vem depois do agrário, industrial e de serviços: é a economia da experiência, que tem como característica a boa experiência de consumo pela praticidade – afirma o curador do evento, Cesar Paz, fundador da AG2 Nurun (Grupo Publicis) e da Abradi-RS.

Serviços costumam ser calcados na tecnologia

Serviços do gênero costumam ser oferecidos de forma colaborativa e calcados na tecnologia, a exemplo de Airbnb, Uber, Spotify e Nubank, e podem inspirar novas startups, explica Paz. Esses serviços criam novos padrões entre os consumidores, que passam a defini-los como referência. Cases brasileiros também serão trazidos ao debate. A chegada ao Brasil da Comic Con Experience, evento de cultura pop que traz roteiristas de histórias em quadrinhos e desenhistas de renome internacional, será apresentada pelo autor do projeto, Pierre Montovani.

O FIC17 é direcionado aos profissionais de marketing e Tecnologia da Informação, agências de comunicação, start-ups, agentes digitais e empresas nativas da economia pós-digital. O evento é promovido pela Associação Brasileira dos Agentes Digitais – Regional Rio Grande do Sul (Abradi-RS), com a correalização do Seprorgs Plataforma de Negócios Digitais do RS, e tem patrocínio master do Grupo RBS.

Confira entrevista do Cesar Paz para a Patricia Knebel (Jornal do Comércio) sobre o Festival de Interatividade e comunicação (FIC) 2017:


O painel Startup Exponenciais ocorrerá ás 13:00 horas do dia 06/10 e contará com a presença dos empreendedores Eduardo Prange (Zeeng), Tito Gusmão (Warren) e Arthur Dambros (TAG Livros).

Alguns dos palestrantes do FIC 2017

Brian Solis – Futurista, estudioso de tecnologias disruptivas, líder em inovação e seu impacto nos negócios, autor de sete livros, entre os quais destaca-se X: The Experience When Business Meets Design.

Jon Maddog Hall – Presidente da diretoria do Linux Professional Institute e CEO da Optimal Dynamics. Estará acompanhado de seu parceiro de negócios Alex Karasulu, CTO da Optimal Dynamics.

Silvio Meira – Fundador e presidente do conselho de administração do Porto Digital, cocriador de uma das primeiras redes de business designers do Brasil, a IKEWAI, e do C.E.S.A.R, centro de estudos e sistemas avançados do Recife.

Pierre Mantovani – Empreendedor e CEO do Omelete Group. Também é sócio do investment banking Group Argent, com sede em Nova York, tendo trabalhado com acordos na América Latina.

– Eduardo Prange – CEO da Zeeng, primeira Plataforma de Big Data Analytics voltada para as áreas de Marketing e Comunicação do mercado brasileiro.

Paulo Aguiar – Diretor de criação da Sapient AG2. No grupo Publicis, liderou criativamente operações digitais e integradas como Publicis Modem, Nurun, Sapient.

 – Edson Erdmann – Jornalista e empresário, diretor de televisão, cinema, shows e espetáculos. Foi professor da PUCRS e atuou como diretor artístico na RBS TV e também na TV Globo.

Bárbara Mattivy – Fundadora da Insecta Shoes, marca de sapatos ecológicos e veganos produzidos no Brasil. É formada em Marketing pela UFRGS e pós-graduada em Comunicação de Moda pelo IED de Milão.

Edson Matsuo – Tem formação acadêmica em arquitetura e urbanismo. Trabalha há mais de 40 anos com design, tendo como foco principal a chamada inovação “não tecnológica”.

Samantha Souza – Coordenadora da Gastromotiva, no Rio de Janeiro, uma Oscip que busca transformar a vida de pessoas em vulnerabilidade social por meio da comida, e principal responsável pela gestão do projeto Refettorio Gastromotiva.

Serviço

O quê: FIC17 – The Experience Economy
– Quando: dias 5 e 6 de outubro
– Local: Centro de Eventos BarraShoppingSul (Av. Diário de Notícias, 300), em Porto Alegre
– Convite: R$ 520 para os dois dias. Estudante paga meia.
– Programação em www.fic17.com.br/programacao/
– Inscrições: bit.ly/inscricaofic17